Se está a pensar em tornar a sua casa mais confortável durante as estações quentes ou frias, a compra de um sistema de ar condicionado pode ser uma excelente forma de o conseguir.

Além de proporcionar um ambiente mais agradável, a compra de ar condicionado é incentivada por diferentes programas e apoios governamentais. Sabia disto? Ou achava que só os painéis solares é que tinham direito?

Conheça, agora, os incentivos à compra de ar condicionado disponíveis, para que se possa candidatar e ainda conseguir poupar algum dinheiro. 👇

Quais são os apoios disponíveis para a compra de ar condicionado?

Portugal está no topo da lista de países europeus com maior dificuldade em aquecer as suas casas. Por isso, os apoios do Fundo Ambiental são importantes para combater a pobreza energética em território nacional, ajudando na aquisição de equipamentos de aquecimento e arrefecimento.

Agora, tome nota dos incentivos para o ar condicionado.

Programa de Apoio a Edifícios Mais Sustentáveis

O programa de apoio a Edifícios Mais Sustentáveis é liderado pelo governo português, ao abrigo do Fundo Ambiental, e tem o propósito de melhorar a eficiência energética das casas em Portugal.

Para incentivar a reabilitação, descarbonização e melhorias do desempenho energético das habitações, este programa financia o investimento nestes equipamentos e serviços com um montante máximo de até 7500€.

Com este apoio, estima-se que 30% do consumo de energia primária das habitações que beneficiam dele pode baixar.

Vale Eficiência

O Vale Eficiência é um incentivo financeiro destinado a promover a eficiência energética das casas, ao abrigo do Fundo Ambiental.

Este programa tem como principal objetivo apoiar as famílias economicamente vulneráveis na melhoria do conforto térmico e energético das suas habitações. Neste caso, são entregues vales com um montante para que possa ser gasto no momento de aquisição deste e outros equipamentos e serviços, ao contrário do que acontece no Programa de Apoio a Edifícios Mais Sustentáveis, onde é necessário fazer o investimento inicial e só mais tarde é possível recuperar uma parte do valor gasto. 💰

Por isso, o apoio é essencial para as famílias portuguesas sem capacidade de investir na melhoria do desempenho energético das suas casas. Têm até 2025 um total 130 milhões de euros dos quais é possível usufruir, graças ao Plano de Recuperação e Resiliência (PRR).

Financiamento bancário

Em alguns casos, há bancos que oferecem linhas de crédito específicas para a aquisição de sistemas de ar condicionado eficientes e outros equipamentos que permitam melhorar a eficiência energética dos imóveis.

Por exemplo, a Caixa Geral de Depósitos disponibiliza o Crédito Pessoal Caixa Casa Amiga do Ambiente, um crédito para financiar “despesas que proporcionem um melhor desempenho energético e ambiental, com especial enfoque na eficiência energética e hídrica, utilização de energias renováveis e gestão de resíduos”.

Estas opções de financiamento podem facilitar a compra e a instalação do sistema de ar condicionado, permitindo que os proprietários das residências consigam diluir o investimento ao longo do tempo, para a carteira não sentir tanto. Isto, claro, se não conseguir candidatar-se a nenhum dos apoios anteriores. 😉

Como ter acesso a incentivos para ar condicionado

O pedido de incentivos para a compra de ar condicionado envolve algumas etapas importantes. Eis os pontos mais importantes que deve considerar:

Requisitos

No caso do Programa de Apoio a Edifícios Mais Sustentáveis, os ar condicionados devem ter eficiência A+ ou superior e a instalação deve ser feita por uma empresa certificada pela Agência Portuguesa do Ambiente. Atenção que são abrangidas apenas as habitações existentes e licenciadas até 1 de julho de 2021.

A candidatura deve ser submetida aqui.

Para se candidatar ao Vale Eficiência, é necessário comprovar que é beneficiário da Tarifa Social de Energia Elétrica (ou outro apoio social), nem ter sido beneficiado por apoio anteriormente. Além, claro, de ser proprietário da habitação com a qual se está a candidatar.

Este é o formulário que deve preencher para conseguir receber o apoio.

Atenção! É importante manter todos os documentos necessários em ordem ao solicitar estes incentivos. Quer isto dizer que deve ter todas as faturas, comprovativos de compra e documentos que atestem a conformidade com os requisitos do programa.

Prazos

A data limite para se candidatar ao Programa de Apoio a Edifícios Mais Sustentáveis já terminou. No entanto, há a possibilidade de as candidaturas voltarem a abrir.

Já para o Vale Eficiência, as candidaturas encerram a 31 de maio de 2024.

É importante ficar atento aos prazos de inscrição e enviar o seu pedido dentro do prazo estabelecido. Os atrasos podem resultar na perda da oportunidade de receber os incentivos à compra de ar condicionado. 😉

Montante

O montante do incentivo pode variar de acordo com o programa.

O Apoio a Edifícios Mais Sustentáveis, por exemplo, tem uma taxa de comparticipação de 85%, cujo limite do preço do ar condicionado são 2000€. Mas se as habitações estiverem fora dos distritos do Porto e Lisboa, o limite vai até aos 2200€.

Já o Vale Eficiência contempla a possibilidade de cada beneficiário poder receber até três vales com o montante de 1300€ cada (ao quais acresce o IVA).

A compra de ar condicionado em Portugal pode ser bem mais acessível com os incentivos em vigor. Através deles, tem a oportunidade de tornar a sua casa mais confortável e, ao mesmo tempo, contribuir para a eficiência energética e a sustentabilidade ambiental.

Se quiser ir mais longe, pode optar por alternativas ainda mais amigas do ambiente e da sua carteira. A instalação de painéis solares na sua casa, apesar de um investimento mais dispendioso no início, é capaz de a tornar ainda mais eficiente e cumprir com o desejo de ter um espaço agradável quer seja no verão ou inverno, quando as temperaturas são mais extremas.

E não faltam incentivos. Por isso, fale connosco para tirar todas as suas dúvidas. 😉