Goldenergy,

Aquecimento por piso radiante: o que é, custos e vantagens. Saiba tudo

Índice

Pés frios no inverno? É natural que os sinta assim e que, talvez, a solução possível para já seja ficar mesmo em frente à lareira ou a um aquecedor portátil – com umas meias bem quentinhas calçadas. No entanto, há formas de passar ao lado deste desconforto quando está em casa. Já ouviu falar no aquecimento por piso radiante?

Vamos saber o que é, como funciona e, como bónus, desfazer alguns mitos relacionados com o tema.

Vem connosco?

Piso radiante: uma ideia, desde há muito, super eficaz

Os adeptos são cada vez mais, é verdade, e a razão não é difícil de explicar: são sistemas de aquecimento extremamente confortáveis, eficientes e económicos.

Já conseguimos reter a sua atenção? 🙂 Então vamos conversar.

Se ainda não conhece o aquecimento por piso radiante, o famoso “chão quente”, não é o único. Apesar de estar a conquistar a atenção dos portugueses, não são todos aqueles que já estão familiarizados com o assunto.

Sabia que, apesar de serem vistos como sistemas super modernos, os pisos radiantes não são novidade e a sua “ideia base” remonta aos tempos dos romanos? Sim, isso mesmo. Inspira-se na altura em que se utilizava a água e vapores quentes vindos dos fornos, que circulavam abaixo do chão e, também, no interior das paredes.

No passado eram sistemas demasiado frágeis, cheios de perigos e bastante complexos, porque muitas vezes significavam riscos de incêndio – mas que foram vistos como uma excelente ideia de aquecimento para as nossas casas desde meados da década de 70. Desde então, evoluiu significativamente e hoje é considerado como um dos sistemas de aquecimento capazes de trabalhar com mais eficiência.

Aquecimento por piso radiante: o que é, afinal?

Inverno de pés quentes e cabeça fria – um ditado popular que muito diz sobre o aquecimento por piso radiante. Isto porque, com este sistema, o aquecimento corporal acontece de baixo para cima,  exatamente como o nome indica. A ideia de ter a temperatura do ar mais quente à altura dos pés é vista como sinónimo de conforto térmico e, portanto, de tranquilidade e relaxamento.

O sistema de aquecimento por piso radiante nada mais é do que a instalação de um mecanismo instalado sob o soalho, que é capaz de passar calor aos ambientes superiores.

Pode ser instalado durante a construção do imóvel ou posteriormente – embora seja correto dizer que a sua instalação é mais simples no período em que as obras decorrem.

Geralmente, este sistema de aquecimento – que é uma tendência das novas construções -, implica que sejam instalados dispositivos condutores de calor sob o chão. Estes dispositivos variam de acordo com o tipo de aquecimento que é escolhido, podendo ser elétricos ou hidráulicos, de acordo com a fase de construção do espaço. Isto porque se for instalado depois de finalizada a construção, as suas hipóteses ficam mais limitadas.

Para além das tubagens escolhidas ou dos cabos que ficam sob o chão, o sistema de aquecimento por piso radiante requer, ainda, um dispositivo a mais: o de alimentação da eletricidade – ou de água quente -, mediante o tipo escolhido.

De salientar aqui que a escolha do tipo de pavimento deve ter em consideração a capacidade de suporte deste tipo de aquecimento. Ou seja, a escolha ideal deve ser feita com base nesse critério.

Atualmente, há uma grande variedade de pisos que são capazes de ser utilizados com este sistema de aquecimento – e a boa notícia é que a enorme oferta não coloca demasiados entraves ao aspeto estético que se pretende conseguir, embora muitas vezes as escolhas possam recair em investimentos que podem significar alguns obstáculos no que diz respeito ao orçamento.

Como funciona o piso radiante?

Como, de facto, funciona o piso radiante nas nossas casas? Nós explicamos.

O seu funcionamento é, até, bastante simples. Existe, instalada abaixo do pavimento, uma rede comporta por tubos de polietileno reticulado – ou polibutileno – que é coberta de argamassa auto-nivelante. É por meio desses tubos que a água quente circula. Entre os 30ºC e os 45ºC.

De ressaltar aqui que um sistema tradicional de aquecimento através de radiadores implica a utilização de uma temperatura à volta dos 70ºC.

Porque é que o piso radiante é um sistema eficiente?

Em poucas palavras, para que não restem dúvidas aos consumidores, o sistema de aquecimento radiante é mesmo eficiente do ponto de vista da sua capacidade de aquecer ambientes e, ao mesmo tempo, gastar menos recursos energéticos.

De modo resumido, entenda como esta é uma opção válida e que deve ter em conta – tanto do ponto de vista da poupança de energia como do conforto térmico.

Vamos aos pontos!

  • O piso radiante realmente utiliza uma temperatura de impulsão de água bastante baixa (situada entre os 30º e os 45º, como já dissemos acima).
  • Por ser este um sistema de aquecimento movido a uma baixa temperatura, é possível conseguir grandes poupanças na fatura.
  • Se a nossa escolha recair numa bomba de calor, poderemos utilizar o piso radiante nos meses de verão. Sim, é mesmo isso: será possível refrescar a casa com este sistema.
  • Este é um sistema de aquecimento bastante mais amigo do ambiente do que as opções convencionais, devido ao seu baixo consumo. Uma das formas de tornar o piso radiante num sistema de aquecimento ainda mais sustentável é consumir energia renovável, como a que vendemos na Goldenergy. Ou seja, alimentar o aquecimento com energia gerada pelo sol ou pelo vento.
  • O piso radiante é capaz de garantir muito conforto aos seus consumidores. Como? Elimina problemas como as correntes de ar, a secura do ambiente e a estratificação.

Como aproveitar melhor a eficiência energética do piso radiante

Aqui, há duas dicas essenciais que deve tomar nota e praticar quando estiver a aquecer a casa com um sistema de piso radiante.

Veja quais são! 🙂

  • 1. Combine a eficiência. O sistema de piso radiante é especialmente eficiente quando a sua utilização é combinada com um meio de aquecimento da água, de igual forma, eficiente. São exemplos: as caldeiras de baixa temperatura ou de condensação, a energia solar térmica e as bombas de calor aerotérmicas, além da geotermia.
  • 2. Acerte na temperatura. Quando usamos as temperaturas de água que são semelhantes à temperatura do ambiente, conseguimos ter menos perdas de calor. Assim, o sistema de aquecimento por piso radiante acaba por ser realmente mais eficiente.

Quanto custa instalar um sistema de piso radiante?

Podemos dizer que o preço médio para a instalação de um sistema de aquecimento por piso radiante ronda, aproximadamente, os setenta euros por metro quadrado. Este valor inclui os custos com todos os componentes da sua instalação.

Agora, se até aqui ainda não ficou convencido, temos uma mão cheia de vantagens do piso radiante. Veja a lista em resumo.

5 vantagens do piso radiante

1. Eficiência e poupança

Já dissemos e agora vamos repetir: este sistema é eficiente e permite poupar.

Quando falamos apenas do piso radiante que funciona a água – ou seja, o sistema hidráulico, basta que a água possa circular a uma temperatura igual ou superior aos 30º para que os radiadores consigam ter a sua água a cerca de 65º. Incrível, não é? E como este sistema não utiliza energia elétrica, a poupança é ainda maior para a carteira.

E os sistemas que fazem uso da eletricidade? Estes continuam a significar uma poupança de, pelo menos, 50% na fatura da luz. E como pode poupar ainda mais? Já sabe: ao optar por tarifas reduzidas de eletricidade.

2. O piso radiante aquece rapidamente as divisões

Como a rede de tubagem que alimenta o sistema do piso radiante está instalada ao longo de toda a divisão, naturalmente, a sua capacidade de aquecimento das divisões é bastante mais uniforme. Algo que não acontece, por exemplo, com os radiadores, que oferecem ar quente num ponto – pontos mais afastados dos radiadores vão ser mais frios.

3. Piso radiante, espaço mais livre

Pensemos agora nos radiadores: estes aparelhos estão instalados nas paredes e ocupam um espaço de cerca de 15 centímetros de profundidade, com pelo menos um metro de largura – a depender do número de módulos. O piso radiante, lá está, andamos por cima dele. Nem damos conta do espaço que ocupa. 🙂

4. Funciona através de todo o tipo de revestimento do chão

O piso radiante é possível de ser instalado em combinação com diversos revestimentos – betão, madeira, piso flutuante, vinil, pedra, mosaicos e carpetes.

5. É confortável e super seguro

O piso radiante não necessita de grandes preocupações com manutenção e, geralmente, apresenta-se com largos períodos de garantia.

A sua manutenção vai recair, sobretudo, sobre a máquina que trabalha para aquecer a água e fazer circular o calor – que abrange a caldeira (a lenha, a gás, a pellets ou a energia solar).

Em termos de segurança em casa, imagine ter um sistema de aquecimento onde não há extremidades onde se possa magoar, como acontece com os radiadores. Limpar, pintar paredes… tudo é mais simples com um sistema de aquecimento por piso radiante.

Finalizamos por aqui o tema do aquecimento por piso radiante e quase podemos apostar que aprendeu muito sobre o assunto. 🙂

Agora, já sabe: seja qual for a sua escolha de sistema de aquecimento, opte por comprar energia mais barata e amiga do ambiente. São as decisões que tomamos, quando combinadas de forma inteligente, que nos tornam mais poupados e conscientes.

Com a Goldenergy, poupa mais com as tarifas de eletricidade e gás natural, enquanto consome energia 100% verde. Adira já! 😉

Partilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Quer aderir? Nós ligamos, grátis.

Deixe os seus dados para entrarmos em contacto consigo.

Poupe em casa e cuide do planeta escolhendo energia 100% verde.

Quer receber primeiro uma proposta? Simule e veja quanto vai poupar.

Artigos recentes

Quando falamos de dar as melhores dicas para tornar mais simples a sua vida aí em casa, a Goldenergy está...
Sabia que para carregar um carro elétrico fora de casa – ou seja, na rede pública de carregamento – é...
“Olá, o meu nome é Yolanda Hopkins. Eu sou surfista e normalmente represento a Seleção de Surf nacional. Agora também...

Mais lidos

Se ainda não é nosso cliente, agora vai querer ser. Conheça o nosso programa Campanha Amigo e saiba como ganhar...
Nos períodos de confinamento a recolha da leitura pelo técnico pode estar condicionada e é importante comunicar o consumo para...
Durante o mês de Novembro de 2020 o setor da energia assistiu a mais um importante passo na agilização de...