Goldenergy,

Onde instalar o termoacumulador: eis a questão

Índice

Decisão tomada e chega a hora de perceber onde instalar o termoacumulador. Apesar de poder ser colocado em qualquer parte da casa, o ideal é ficar na casa de banho ou na cozinha. Explicamos porquê mais à frente. 😉

O mais importante é que esteja num local seguro e, claro, que funcione de forma eficiente.

Por isso, se não sabe como instalar um termoacumulador e em que parte da casa ele deve ficar, vamos partilhar algumas dicas essenciais para que a decisão final seja mais fácil.

Qual é o melhor local para instalar um termoacumulador?

O termoacumulador, também conhecido como cilindro, serve para armazenar e aquecer água. Por isso é um aparelho que pode ter dimensões diferentes, que variam em função da sua capacidade.

Regra geral, deve estar em locais próximos de torneiras ou chuveiros, como a cozinha, a lavandaria e a casa de banho, por exemplo. Mas se não for possível, basta encontrar um espaço lá em casa que lhe possa dedicar. Só precisa de garantir que há torneiras e tomadas por perto, já que é alimentado a gás ou eletricidade. 🚰

Ao garantir estes mínimos indispensáveis, vai estar a reduzir a possibilidade de perdas de calor e assegurar que a água chega rapidamente às torneiras (e quente!). Mas não é tudo! É preciso garantir também que o local tem uma instalação elétrica capaz de suportar o consumo do termoacumulador, sem sobrecarregar o sistema.

Por isso, o melhor mesmo é contactar um especialista de confiança que ajude a esclarecer estas questões. Não só vai certificar-se de que é seguro, como vai otimizar o funcionamento de todo o sistema no futuro.

Continua indeciso? Então, tome nota destas dicas que podem ser o empurrão de que precisa para, finalmente, tomar uma decisão:

Acesso ao local

É importante assegurar-se que o termoacumulador fica num local de fácil acesso, quer para o momento da instalação, quer para a manutenção.

Ventilação

Escolha um espaço com boa ventilação para evitar acumular calor. Desta forma, será mais fácil prevenir o sobreaquecimento do aparelho.

Temperaturas frias

Evite instalar o termoacumulador em locais expostos a temperaturas muito frias, porque pode causar problemas no funcionamento do equipamento. Se não restar mais nenhum espaço, pode sempre investir no isolamento do local. Atenção: deve sempre garantir a segurança do termoacumulador e, acima de tudo, a sua!

Áreas húmidas

Não instale o termoacumulador em zonas muito húmidas e com problemas de infiltração como as caves, por exemplo. O que menos quer que aconteça é um acidente.

Ruído

Pondere bem se quer ter o termoacumulador elétrico próximo das zonas de descanso (ou trabalho 👩‍💻) da casa, uma vez que emite barulho, ainda que não seja intrusivo.

O que é necessário para instalar um termoacumulador?

A esta altura, o local já deve estar escolhido! É hora de avançar para a próxima fase. A dúvida agora será como instalar um termoacumulador elétrico, certo? Já explicamos!

Antes disso, precisa de algo importante: os materiais. O termoacumulador é a estrela do projeto e não pode faltar, como é evidente. Deve ter um que corresponda às necessidades da sua casa.

Depois, a montagem do termoacumulador requer:

  • Tubos;
  • Válvulas;
  • Parafusos;
  • Suportes.

 

É importante optar por materiais de qualidade e, mais do que isso, que sejam compatíveis com o termoacumulador. Se vai colocar mãos à obra, então não dispense o uso de luvas e óculos de proteção, para evitar acontecimentos indesejados.

No entanto, o ideal é chamar um profissional com conhecimento técnico para realizar a instalação. Além de ser mais seguro, vai ficar mais descansado por saber que o equipamento está a funcionar sem falhas. 😉

Montagem de termoacumulador de água: o passo a passo

Tudo a postos? Siga, então, as etapas da montagem de termoacumulador.

1 – Desligar a energia: antes de tudo, deve desligar a água e a luz. Isto vai garantir a segurança no momento da montagem do termoacumulador;

2 – Instalar as válvulas: comece por colocar as válvulas nos espaços de entrada e saída de água do termoacumulador. São elas que vão interromper o fluxo de água quando assim for necessário;

3 – Colocar os tubos: ligue os tubos de água ao termoacumulador e garanta que estão perfeitamente encaixados;

4 – Ligação elétrica: siga as indicações do fabricante e ligue os cabos elétricos ao termoacumulador;

5 – Verificar a pressão da água: assegure-se de que a pressão de água está dentro dos padrões estabelecidos pelo fabricante do termoacumulador que escolheu. Isto vai ajudar a prolongar o tempo de vida útil do equipamento;

6 – Fazer um teste: depois da montagem do termoacumulador, ligue-o e certifique-se de que a água está a aquecer e que não existem fugas, para garantir a poupança de eletricidade.

Partilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Quer aderir? Nós ligamos, grátis.

Deixe os seus dados para entrarmos em contacto consigo.

Poupe em casa e cuide do planeta escolhendo energia 100% verde.

Quer receber primeiro uma proposta? Simule e veja quanto vai poupar.

Artigos recentes

Na procura pela eficiência e conforto no que diz respeito ao aquecimento da água das nossas casas, a escolha entre...
Ano após ano, os portugueses rendem-se mais aos carros elétricos, não só pela eficiência, mas porque há, de facto, vantagens...
O preço de um carro elétrico novo ainda está acima do orçamento que muitos portugueses têm disponível para gastar. Por...

Mais lidos

Se ainda não é nosso cliente, agora vai querer ser. Conheça o nosso programa Campanha Amigo e saiba como ganhar...
Nos períodos de confinamento a recolha da leitura pelo técnico pode estar condicionada e é importante comunicar o consumo para...
Durante o mês de Novembro de 2020 o setor da energia assistiu a mais um importante passo na agilização de...