Como poupar eletricidade com cilindro: 4 truques muito úteis
Goldenergy,

Como poupar eletricidade com cilindro: 4 truques muito úteis

Índice

Está na altura de saber mais sobre as vantagens deste equipamento – e, também, de descobrir como poupar eletricidade com cilindro em casa. 😉 Vamos lá?

Dentro da nossa casa, assim como em qualquer espaço, é sempre necessário medir os prós e os contras antes de fazer qualquer investimento. Quando falamos em adquirir um equipamento elétrico, é preciso pensar no impacto que o seu consumo pode ter nas faturas de eletricidade.

Sabia que o aquecimento da casa pode ser responsável por aproximadamente 22% do consumo elétrico? Ou seja, para consumir água quente e estar em ambientes aquecidos, há (literalmente) um preço a pagar.

Nas casas que não possuem instalação de gás, por exemplo, os termoacumuladores – ou simplesmente cilindros – fazem-se necessários para aquecer a água dos banhos e das torneiras.

Mas se ter água quente é imprescindível para um lar, poupar eletricidade também é, sobretudo durante o inverno. E há várias estratégias para o fazer no que diz respeito à utilização dos eletrodomésticos.

Mas sabe como poupar energia com o seu cilindro e desfrutar da água numa temperatura confortável? A Goldenergy partilha algumas dicas, mas só depende de si beneficiar deste conteúdo.

A primeira delas é optar pelo autoconsumo de eletricidade através dos painéis solares da Goldenergy sempre que puder. Dessa forma, pode beneficiar de uma diminuição de até 50% nas faturas e sentir-se mais à vontade para utilizar os seus eletrodomésticos como quiser.

Ligue para 800 500 292 e informe-se antes de dar este grande passo na sua poupança de eletricidade, seja no inverno ou em qualquer outra altura do ano.

Por agora, vamos lá responder à pergunta que dá título a este texto. 😊

Como poupar eletricidade com cilindro? Primeiro, entenda a diferença entre os cilindros e os esquentadores

Antes de sabermos como poupar eletricidade com o cilindro, convém destacar a principal diferença entre este e o tradicional esquentador.

Enquanto o último utiliza o gás para poder aquecer as águas, o primeiro utiliza eletricidade. Sendo assim, é a opção mais utilizada nas casas que não possuem as instalações de gás ativas.

Além disso, o esquentador é mais recomendado para grandes famílias, que fazem uso abundante da água quente, enquanto o termoacumulador (ou cilindro) é mais indicado para aqueles que fazem uso menos frequente, com poucos banhos diários, por exemplo.

Certo, já sabemos que o cilindro é recomendado para pequenas famílias por ser mais económico do que o esquentador nesse caso. Mas quais serão as outras vantagens do cilindro?

As principais vantagens dos cilindros

Regulação da temperatura da água

Por se tratar de um eletrodoméstico, há cilindros cada vez mais modernos no mercado que permitem um ajuste mais preciso da temperatura da água. Em vez de se limitar às regulações de temperatura nos níveis “Mínimo”, “Eco” ou “Máximo”, pode adquirir um cilindro que lhe permita escolher precisamente a temperatura em graus Celsius da água que irá consumir no duche e nas torneiras da casa.

Naturalmente, optar por um tecnologia tão moderna poderá representar um investimento maior no seu conforto.

Ajustável às tarifas bi-horárias

Já falamos noutro artigo de blog sobre a tarifa bi-horária e como esta permite poupar eletricidade nos horários de vazio.

Sendo o cilindro (ou termoacumulador) um eletrodoméstico, pode beneficiar do kW/h mais barato ao ligá-lo durante os horários de vazio. É uma excelente opção, por exemplo, ligá-lo pela noite, se gosta de tomar um duche quente pela manhã.

Pode ser programado

Os cilindros mais modernos podem ser programados para ligar e desligar, o que lhe permite poupar energia ao evitar deixá-lo ligado à ficha durante todo o dia. De facto, para poupar eletricidade com o cilindro, é recomendável ligá-lo um par de horas antes do banho, para desfrutar da água quente sem preocupações.

Este facto, naturalmente, leva-nos à primeira desvantagem dos cilindros.

As principais desvantagens dos cilindros

Ocupa mais espaço da casa

Algumas cozinhas têm armários embutidos com uma porta em falso cujo objetivo é mesmo esconder o cilindro. Estratégia esperta, não é?

No entanto, ao aumentar a quantidade de pessoas a partilharem uma casa, pode ser preciso adquirir um cilindro maior e que, naturalmente, ocupe mais espaço.

Para os que gostam de muitas prateleiras na cozinha, isto pode ser um problema.

Capacidade do reservatório limitada

O cilindro é capaz de aquecer apenas a quantidade de água que comporta no seu interior. A maioria destes equipamentos têm capacidades que variam entre os 80, 100 e 200 litros.

Sendo assim, é preciso estar atento à quantidade de água quente consumida através da torneira da cozinha e do duche.

Riscos de fugas de água

Os cilindros mais antigos podem começar a dar sinais de que precisam de ser trocados quando começam a ocorrer fugas de água. Ao ver que há gotas de água a caírem pela base ou a escorrerem pela parede em que está posicionado o cilindro, pode ter chegado a hora de o trocar por um aparelho novo.

Dicas para poupar eletricidade com cilindro

Já pesou os prós e os contras de ter um cilindro em casa? Qual é mais significativo: as vantagens ou as desvantagens de adquirir um cilindro?

Se acha que é uma boa ideia ter um cilindro, ou se já o tem mas ainda não sabe como poupar eletricidade com este equipamento, a Goldenergy partilha algumas dicas simples para o fazer desde já!

1. Ligue-o quando estiver próximo da hora do banho

O primeiro passo para quem tem cilindro poder poupar é não o deixar todo o dia ligado à ficha, como já falamos neste texto.
Todos os equipamentos que têm como finalidade gerar calor incorrem num consumo elétrico alto e, portanto, devem ser utilizados de forma cuidada.

Ligue-o entre uma a duas horas antes de utilizar água quente em abundância, como durante o banho, e não correrá risco de encerrar esse ritual de higiene pessoal com água fria.

2. Reduza a temperatura da água

Quem tem cilindro pode poupar ao reduzir a temperatura da água, de modo a torná-la confortável para uso pessoal. Afinal, já sabe que quanto mais quente, maior será o consumo de eletricidade. Lembre-se que a água muito quente não faz bem à pele ou ao cabelo. 😊

3. Adote banhos mais rápidos

Assim consome menos água, de um modo geral, o que também irá ajudá-lo a poupar nas faturas no fim do mês.

Outra estratégia para diminuir o consumo de água é utilizar torneiras e cabeças de chuveiro eficientes, que podem ser mais caras, mas que distribuem melhor o fluxo de água e permitem poupar a longo prazo.

4. Instale painéis solares

Ao optar pelo autoconsumo de eletricidade, sente-se mais confortável para estar aquecido durante todo o inverno, seja no chuveiro ou nos ambientes da casa.

A instalação de painéis solares fotovoltaicos é um investimento a longo prazo na poupança doméstica e no ambiente, dado que podem durar entre 25 e 30 anos com um rendimento próximo dos 90% da sua capacidade.

Este é o recurso do futuro da eletricidade. De facto, é esperado que até 2030 a dependência da rede elétrica tradicional seja muito menor e que até 2050 apenas possamos autoconsumir eletricidade 100% renovável.

Nesse sentido, optar pelos painéis solares permite não só poupar eletricidade, mas adiantar-se a uma tendência sustentável que é também inevitável e urgente.

Adira já à energia verde da Goldenergy e descubra todas as nossas condições de venda dos painéis solares. Facilitamos todo o processo de compra e instalação e ainda o ajudamos a inscrever no Programa de Apoio Edifícios +Sustentáveis do Fundo Ambiental.

Ligue para 800 500 292 e informe-se. Porque o amanhã que queremos, construímos com as escolhas de hoje.

Partilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Quer aderir? Nós ligamos, grátis.

Deixe os seus dados para entrarmos em contacto consigo.

Poupe em casa e cuide do planeta escolhendo energia 100% verde.

Quer receber primeiro uma proposta? Simule e veja quanto vai poupar.

Artigos recentes

Pode ainda não ter percebido, mas há muito tempo que os telefones deixaram de depender exclusivamente da energia elétrica para...
Nos últimos anos, a energia eólica tem-se apresentado como uma importante alternativa para a luta contra o agravamento do efeito...
Sabe quais são os eletrodomésticos que consomem mais energia? Esteja atento, vamos explicar tudo. Durante as estações mais frias do...

Mais lidos

Se ainda não é nosso cliente, agora vai querer ser. Conheça o nosso programa Campanha Amigo e saiba como ganhar...
Nos períodos de confinamento a recolha da leitura pelo técnico pode estar condicionada e é importante comunicar o consumo para...
Durante o mês de Novembro de 2020 o setor da energia assistiu a mais um importante passo na agilização de...