Como poupar energia no frigorífico: 5 dicas essenciais
Goldenergy,

Como poupar energia no frigorífico: 5 dicas essenciais

Índice

Faz parte do nosso dia a dia, está sempre ligado à ficha e a consumir eletricidade, e sabemos que o seu funcionamento pode pesar na fatura mensal. Saiba, então, como poupar energia no frigorífico.

Uma parte essencial do planeamento da economia doméstica consiste em olhar com mais atenção para a eficiência energética dos eletrodomésticos e os seus respetivos consumos. Afinal, são estes os responsáveis pelos valores que constam na fatura de eletricidade e que queremos que sejam sempre os menores, é claro.

O frigorífico é o equipamento com maior consumo. Isto porque, apesar de não ter a maior potência entre os eletrodomésticos, é o que permanece ligado por mais tempo à eletricidade – salvo quando o desligamos para uma limpeza profunda ou quando vamos passar muitos dias fora de casa.

Estimamos que o consumo do frigorífico seja de 108kWh por mês, número muito maior do que o do chuveiro elétrico (75kWh) e o do computador (48kWh, considerando que trabalha em casa).

No entanto, há sempre formas de otimizar o consumo do frigorífico tendo como foco a eficiência energética da casa. É através de dicas simples que aprendemos a poupar energia com este eletrodoméstico.

Neste artigo, a Goldenergy apresenta-lhe algumas recomendações simples para começar a poupar desde já com o seu frigorífico. Porque quando falamos de consumo energético, ser mais poupadinho é bom para si e para o planeta!

Como poupar energia no frigorífico aí de casa

Atualmente, é cada vez mais comum recorrermos às aplicações de entrega de comida, em busca de poupar tempo com a preparação dos alimentos e com as idas ao supermercado e à feira todas as semanas.

Naturalmente, isto reflete-se também num menor consumo do fogão, do forno, da arca e outros eletrodomésticos que façam parte da nossa rotina de culinária.

No entanto, o frigorífico continua a ser utilizado com a mesma ou maior frequência. Quando sobram alimentos entre os que pediu, onde costuma guardá-los para terminar de comer noutra altura?

Por isso mesmo, convém seguir algumas dicas básicas para poupar energia no frigorífico, mesmo quando não tem por hábito cozinhar em casa. Eis as nossas recomendações:

Procure o rótulo de eficiência energética

Como já falamos noutro artigo deste blog, as etiquetas Classe+ classificam a eficiência energética dos equipamentos e, consequentemente, permitem-nos consumir menos eletricidade.

Estes rótulos variam das letras A (em cor verde) a F (em cor vermelha), sendo os de rótulo A os que menos consomem eletricidade e os de rótulo F, os que mais consomem.

Dentro dos rótulos A, há ainda os A+, A++ e A+++. Este último trata-se do equipamento com maior eficiência energética entre todos, tendo o primeiro a menor eficiência entre os eletrodomésticos da categoria A.

Se tiver um frigorífico em casa cuja etiqueta esteja abaixo da letra A, saiba que fazer um investimento noutro frigorífico pode representar uma poupança considerável a longo prazo.

É claro que os equipamentos mais eficazes são mais caros, mas o consumo de um frigorífico de etiqueta A será consideravelmente menor.

Já para não falar de que um produto de classe A+++ pode consumir de 30 a 60% menos do que um produto de classe A.

Resumindo: olhe com bastante atenção para as etiquetas de eficiência energética.

Ajuste a temperatura

Mesmo os frigoríficos mais antigos permitem-lhe regular a temperatura desejada através de uma escala numérica. Por exemplo, o número 1 seria para temperaturas medianas enquanto o 5, para as extremamente baixas.

Esta escala tem evoluído entre os eletrodomésticos mais recentes, sendo possível até mesmo escolher a temperatura exata em graus Celsius.

Para uma maior eficiência energética, só terá de recorrer à mais baixa temperatura do frigorífico quando este estiver totalmente preenchido com alimentos. Por outro lado, quando o frigorífico tiver menos de metade da sua lotação preenchida, poderá optar pelas temperaturas medianas.

Isto porque o equipamento deverá realizar um maior ou menor trabalho de acordo com a sua lotação. No entanto, numa casa onde a eficiência energética não é prioridade, este fundamento básico da física é facilmente ignorado, refletindo em faturas mais altas.

Pense cuidadosamente sobre onde o instala

O local de instalação reflete-se na eficiência energética e, consequentemente, no consumo do frigorífico. Recomendamos posicioná-lo num local protegido do sol e relativamente afastado das fontes de calor, como o fogão, a máquina de lavar loiça e a máquina se secar a roupa.

Em certos manuais de instruções, pode encontrar as medidas de distância recomendadas, para que consiga ter espaço para a abertura das portas do frigorífico.

Mantenha a porta (quase) sempre fechada

Já reparou que há pessoas que abrem o frigorífico para refletir sobre a vida e ficam lá a observar o seu interior como se estivessem à procura de respostas? Não seja esta pessoa!

Por outras palavras, apenas abra o seu frigorífico quando já tiver uma ideia do alimento que pretende retirar ou quando lá for colocar outro alimento que esteja numa temperatura mediana.

Convém, também, verificar periodicamente a qualidade das borrachas de vedação do frigorífico, de modo a certificar-se de que têm boa aderência. Apenas com o equipamento devidamente vedado consegue garantir o menor consumo do frigorífico.

Como poupar energia no frigorífico ao colocar os alimentos

Para otimizar a eficiência energética do frigorífico, é preciso ajustar as temperaturas, de modo a mantê-lo à volta dos 5ºC nas prateleiras do meio e dos 2ºC nas prateleiras do fundo.

Para além disso, nunca deve colocar alimentos ainda quentes no frigorífico, pois isto irá refletir num maior trabalho do equipamento para os arrefecer.

Atenção redobrada aos prazos de validade dos alimentos que pretende guardar. Se já estiverem expirados, poderá descartá-los diretamente e evitar guardá-los no frigorífico sem necessidade.

Dito isto, organize os alimentos que lá colocar segundo as prateleiras disponíveis. Propomos a seguinte hierarquia:

Prateleiras de cima

Nestes espaços, pode colocar os alimentos que não precisam de estar muito frios e que são mais utilizados. Desta forma poderá notar se estão em falta e, naturalmente, poupar eletricidade de cada vez que abrir o frigorífico.

Exemplos: manteiga, ovos, queijos, alimentos já cozidos (exceto a carne) e alimentos embalados.

Prateleiras de baixo

Uma vez que o ar frio é mais denso do que o ar quente, é natural que a parte de baixo de um frigorífico seja a mais fria. Por isso, coloque lá os alimentos que precisam de estar a temperaturas mais baixas.

Exemplos: carne crua e cozinhada, peixes, crustáceos, iogurtes e natas.

Gavetas

Sendo as gavetas os compartimentos mais baixos de um frigorífico, deve lá colocar os alimentos com prazo de validade mais curto.

Exemplos: vegetais, legumes com raiz, ervas frescas e frutas.

Porta do Frigorífico

Coloque na porta do frigorífico as garrafas e os pacotes. Exemplos: água, sumos, leites, molhos de tomate em garrafa e outras bebidas.

Agora que conhece as melhores práticas para poupar energia no consumo do frigorífico, já tem excelentes recursos para otimizar a eficiência energética da sua casa. No entanto, para tornar o seu lar ainda mais sustentável, convém aderir a uma comercializadora que disponibilize eletricidade de fontes 100% verdes e amigas do ambiente.

A Goldenergy é a comercializadora de eleição das pessoas que querem adotar um estilo de vida mais sustentável. Além da qualidade no atendimento ao consumidor e no cuidado com as fontes de energia que utiliza, a Goldenergy agora comercializa painéis solares.

Poupe até 50% nas suas faturas de eletricidade com o autoconsumo de uma eletricidade renovável e amiga do ambiente. A Goldenergy trata de todo o processo de instalação e ainda o ajuda na inscrição no Programa de Apoio Edifícios +Sustentáveis do Fundo Ambiental.

Faça a adesão fácil pelo site ou ligue para 800 500 292 e conte com a Goldenergy para construir ainda hoje um futuro mais verde.

Partilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Quer aderir? Nós ligamos, grátis.

Deixe os seus dados para entrarmos em contacto consigo.

Poupe em casa e cuide do planeta escolhendo energia 100% verde.

Quer receber primeiro uma proposta? Simule e veja quanto vai poupar.

Artigos recentes

Pode ainda não ter percebido, mas há muito tempo que os telefones deixaram de depender exclusivamente da energia elétrica para...
Nos últimos anos, a energia eólica tem-se apresentado como uma importante alternativa para a luta contra o agravamento do efeito...
Sabe quais são os eletrodomésticos que consomem mais energia? Esteja atento, vamos explicar tudo. Durante as estações mais frias do...

Mais lidos

Se ainda não é nosso cliente, agora vai querer ser. Conheça o nosso programa Campanha Amigo e saiba como ganhar...
Nos períodos de confinamento a recolha da leitura pelo técnico pode estar condicionada e é importante comunicar o consumo para...
Durante o mês de Novembro de 2020 o setor da energia assistiu a mais um importante passo na agilização de...