Goldenergy,

Quais os aquecedores que consomem menos energia?

Índice

O pesadelo das estações frias é ter de andar sempre cheio de roupa dentro de casa e a tremer na hora do banho. Sonhamos sempre com uma casa quente. E quando o frio aperta, somos tentados a esquecer as contas do final do mês. É o vale tudo para sentir o calorzinho, mas logo vem aquele peso na consciência e começamos a tremer também na hora de abrir a fatura da energia. Por isso, é essencial sabermos a melhor forma de ter conforto térmico e ao melhor preço.

A grande questão é: qual a solução mais adequada e mais económica para o seu caso? A cabeça começa a dar um verdadeiro nó com tantas opções no mercado. Aquecedores elétricos ou a gás? E se elétricos, quais? Termoventiladores, convectores, emissores, radiadores ou a óleo? Afinal, qual a melhor escolha? Calma! Vamos por partes, descubra tudo neste artigo! 🙂

Aquecedores a gás ou eletricidade: quais os mais económicos?

O preço do gás é mais baixo do que o da eletricidade. Por isso, apesar de os custos iniciais com o equipamento, instalação e manutenção serem maiores do que os aquecedores elétricos, os custos mensais no aquecimento a gás são muitas vezes a opção mais económica a longo prazo.

No entanto, deve ver se no seu caso esta opção é a mais ajustada, pois a área deve ser bem ventilada. Outra das grandes vantagens do aquecimento a gás é que também não polui o ar nem liberta químicos e a temperatura mantém-se constante. Se pretende aquecer uma área maior, é uma excelente opção.

Se a área que pretende aquecer não estiver bem ventilada ou se o seu orçamento não permitir suportar os custos iniciais de instalação, encontra opções mais baratas e fáceis nos aquecedores eléctricos.

Aquecedores eléctricos: quais os que gastam menos

Os aquecedores elétricos são baratos e mais acessíveis, com custos de manutenção baixos e com instalação muito fácil, possíveis de serem usados em qualquer local. Contudo, existem várias opções na hora da compra e por isso precisa de saber quais as suas diferenças, o que se adapta melhor ao seu caso e os que consomem menos.

Como escolher

  • Verifique no equipamento os watts de eletricidade que consome por hora. Quanto maior, maior vai ser o consumo de energia.
  • A eletricidade é faturada em kilowatt/hora (kWh), por isso verifique o custo do KW do seu fornecedor de eletricidade.
  • Verifique a eficiência do equipamento, ou seja, o tempo que cada um precisa de estar ligado.

 

Estas são as potências mais recomendadas por área a aquecer:

Área para aquecer Potência recomendada
 espaço até 30m2  600 – 1500 W
 espaço de 30m2 a 40m2  1500 – 2000 W

Para descobrir o consumo mensal deve primeiro fazer o seguinte cálculo: potência do aquecedor X n.º horas ligado por dia / 1000 = consumo kWt por dia.

Depois é só multiplicar o valor anterior pelo preço do KW contratado pelo fornecedor x 30 dias (mensal).

Tipos de Aquecedores Eléctricos

Aquecedores a Óleo

Os aquecedores a óleo apesar de serem menos modernos, continuam a ser bastante populares em Portugal, pois são relativamente baratos e apresentam um bom desempenho médio. Também são interessantes por serem muito silenciosos, não terem cheiro e não lançarem químicos para o ar. São mais pesados e demoram um pouco mais a aquecer, mas depois revelam-se bastante eficientes.

Apesar de não ser tão fácil regular a temperatura neste tipo de aquecimento, quando se desligam, ainda emitem calor durante algum tempo, permitindo alguma poupança energética.

Termoventiladores

Os termoventiladores são muito baratos e fáceis de transportar, também aquecem rapidamente uma divisão, no entanto são necessários 1000w para cada 15 m2. Tenha especial atenção à sua utilização em locais húmidos, como por exemplo a casa de banho: só deve usar se o aparelho indicar um nível de proteção igual ou superior a IP21. Convém referir que estes aquecedores termoventiladores são ruidosos e podem ter cheiro, não sendo uma boa opção para quartos, por exemplo.

Convectores

Equipamentos de valores muito acessíveis, aquecem rapidamente áreas pequenas e distribuem o calor de forma uniforme em qualquer divisão da casa. Possuem ainda um termostato que desliga o aparelho assim que este alcance a temperatura pretendida, contribuindo assim para uma maior poupança energética. Não emitem som, nem fumo ou gás. No entanto, o uso prolongado destes equipamentos pode refletir-se bastante no preço da sua fatura.

Aquecedores de Infravermelhos

Os diferentes aquecedores referidos e ligados na mesma potência, podem ser diferentes na intensidade do calor sentido na sua proximidade. É o caso do aquecedor de infravermelhos. Este vai aquecer a pessoa próxima ou objetos e não o ar. Por isso vai precisar de menos energia e de menos tempo para aquecer. Esta pode ser a opção mais económica dos aquecedores eléctricos, no que diz respeito ao seu consumo.

Ar Condicionado

Apesar de não ser um aquecedor, o sistema de ar condicionado revela-se uma das opções mais eficientes na climatização. Aquecem rapidamente e gastam menos energia para isso. No entanto, o equipamento e instalação são um pouco mais dispendiosos. Também devemos garantir uma boa manutenção do aparelho para manter a boa qualidade do ar.

Emissores de Calor

Os emissores de calor podem usar menos 30% de energia, comparativamente com outros tipos de aquecedores. Mas para conseguir tirar partido da eficiência deste tipo de aquecimento, a sua casa deve garantir um bom isolamento térmico. Este sistema consiste em conservar o calor da casa por muito mais tempo do que os outros equipamentos. Podem ser programados para ligar nas horas necessárias e desligar quando atinge a temperatura pretendida, resultando numa maior poupança.

Embora possam demorar um pouco mais a aquecer, estes emissores podem ser uma excelente opção para quem tem um bom isolamento térmico em casa. Mesmo assim, na maior parte das situações, o ar condicionado revela-se mais eficiente e com menores custos mensais.

Qual a melhor opção para o meu caso?

Como já percebeu, os diferentes tipos de aquecedores possuem características diferentes. Alguns equipamentos são mais caros mas apresentam maior eficiência e economia a longo prazo, outros implicam alguns requisitos para a sua instalação e outros podem ser eficientes mas não possuem portabilidade.

Ou seja, a melhor opção vai depender sempre das necessidades individuais de cada um. Deve ajustar a sua escolha de acordo com o seu orçamento disponível, a área da divisão que pretende aquecer, duração da utilização, a necessidade de aquecimento, entre outros requisitos importantes. Para isso apresentamos o quadro abaixo para que possa descobrir aquele que reúne a maior quantidade de características que se adequam à sua necessidade.

 Equipamento  Preço  Rapidez  Silencioso  Regulação do calor  Qualidade do ar  Portabilidade  Economia e rentabilidade
 Aquecedor a óleo  €  +  +++  +  +++  +++  +
 Convector  €  +++  +++  ++  ++  +++  +
 Aquecedores Infravermelhos  €  ++  ++  +++  +++  +++  ++
 Termoventilador  €  +++  +  ++  +  +++  +
 Emissores de Calor  €€  +  +++  +++  +++  +  +
 Ar Condicionado  €€€  +++  ++  +++  ++  +  +++

 

Como poupar no consumo dos aquecedores

Agora que consegue traduzir em euros os consumos mensais que a má utilização dos aquecedores pode causar na sua fatura, de certeza que vai querer seguir todas as dicas de poupança que preparámos para si. Saiba então como pode arrefecer a sua fatura mensal e deixar a sua casa bem mais quentinha.

1 – No caso dos termoventiladores use-os apenas em situações pontuais, quando a necessidade de aquecimento é rápida e por um curto período de tempo.

2 – Não coloque aquecedores perto de janelas ou outras saídas de ar, para evitar que o calor se perca rapidamente, aumentando assim a necessidade de potência e tempo, que aumentam logo os consumos.

3 – Aposte num bom isolamento térmico, isso fará toda a diferença para aumentar a eficiência do seu equipamento.

4 – Adeque a potência à área da divisão que pretende aquecer. Se estiver numa divisão pequena da casa, reduza significativamente a sua potência.

5 – Prefira sempre a temperatura ambiente em vez do calor excessivo, para além de ser mais saudável, o ar fica mais leve e a sua fatura também.

6 – Sempre que possível programe o equipamento para se desligar, evitando esquecimentos.

Mal pode esperar pelo conforto da sua casa, não é? Relaxe e descontraia. Com certeza que vai escolher a melhor opção!

Partilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Quer aderir? Nós ligamos, grátis.

Deixe os seus dados para entrarmos em contacto consigo.

Poupe em casa e cuide do planeta escolhendo energia 100% verde.

Quer receber primeiro uma proposta? Simule e veja quanto vai poupar.

Artigos recentes

Na hora de procurarmos soluções para aumentar a eficiência energética das nossas casas, as janelas são um dos pontos essenciais...
A energia solar é uma fonte de energia inesgotável e amiga do ambiente, que se apresenta como uma alternativa para...
A procura por soluções sustentáveis e eficientes no consumo de energia diário é uma prioridade cada vez maior da sociedade...

Mais lidos

Se ainda não é nosso cliente, agora vai querer ser. Conheça o nosso programa Campanha Amigo e saiba como ganhar...
Nos períodos de confinamento a recolha da leitura pelo técnico pode estar condicionada e é importante comunicar o consumo para...
Durante o mês de Novembro de 2020 o setor da energia assistiu a mais um importante passo na agilização de...