Parques eólicos offshore estão muito on! Saiba tudo
Goldenergy,

Parques eólicos offshore estão muito on! Saiba tudo

Índice

Nos últimos anos, a energia eólica tem-se apresentado como uma importante alternativa para a luta contra o agravamento do efeito de estufa. Não é por acaso que o investimento em determinados empreendimentos, como os parques eólicos offshore, têm crescido consideravelmente em vários países, mesmo em território português.

Apesar de o primeiro parque eólico em Portugal ter sido construído na década de 1980, os investimentos não pararam desde então. Prova disso é que, em 2020, foi inaugurado o primeiro parque eólico offshore no país, o Windfloat Atlantic.

Mas o maior parque eólico offshore do mundo é o Kincardine Offshore Windfarm, localizado na Escócia. Trata-se de um parque com capacidade de geração de 218GW anuais, podendo abastecer até 55 mil residências.

No entanto, tendo em consideração os altos investimentos realizados neste setor, é provável que brevemente sejam construídos outros com capacidade maior e com posição de destaque.

Mas sabe todos os motivos pelos quais os parques eólicos offshore têm tanto destaque? Ou mesmo porque é que tantos países têm investido em parques eólicos offshore?

Neste artigo, a Goldenergy conta-lhe tudo. Como funcionam estes parques, quais são as suas vantagens e as perspetivas para o futuro.

Porque a energia limpa é o que nos move e, cada vez mais, move o mundo!

O que é e como funciona um parque eólico offshore?

Antes de falarmos sobre o funcionamento de um parque eólico offshore, é preciso saber exatamente em que consiste este empreendimento.

O parque eólico offshore é uma grande instalação em alto mar que converte a energia eólica, proveniente da força do vento, em energia elétrica.

Assim como há o offshore, há também o onshore, que é instalado em terra, geralmente em áreas rurais, despovoadas e isoladas. No entanto, os parques instalados em alto mar são mais vantajosos, uma vez que o vento possui aí maior força e velocidade, por não encontrar barreiras.

Mas como funciona um parque eólico offshore? Em primeiro lugar, pela força do vento. Mas, para isso, precisa de contar com algumas estruturas básicas, como pás, eixos (lento e rápido), aerogeradores, conversores, transformadores e torre.

A força do vento faz com que as pás do empreendimento girem. Estas pás, por sua vez, são unidas à turbina e, juntamente com o eixo lento, dão entre 7 e 12 voltas por minuto.

Uma multiplicadora aumenta exponencialmente a velocidade (em mais de 100 vezes) e transfere-a para o eixo rápido. Este é o responsável por transmitir velocidade ao aerogerador.

Na sequência, o aerogerador transforma a energia cinética recebida em eletricidade, que é conduzida ao interior da torre. Dentro desta, um conversor transforma a corrente contínua em alternada e o transformador aumenta a tensão da energia elétrica para que possa ser transportada pelo parque.

Em seguida, a eletricidade é transmitida para uma subestação através de cabos submarinos. Na subestação, a corrente é convertida e, em seguida, transportada através da rede de transmissão. Ao chegar à rede de distribuição, é entregue aos consumidores finais, como residenciais, empresariais e industriais.

Como é instalado um parque eólico offshore?

Agora que já conhece todas as etapas do funcionamento de um parque eólico offshore para a produção da energia renovável, é altura de descobrir como é instalado em alto mar.

Se instalar um parque eólico em terra firme pode parecer muito mais fácil, instalá-lo em alto mar não é tão inimaginável quanto possa parecer.

Afinal, os aerogeradores não se localizam em águas muito profundas. A distância máxima entre a parte inferior e a linha de flutuação é de aproximadamente 60 metros.

Há ainda outro método de instalação em águas mais profundas, chamado de “base de jaqueta”. Nestes casos, tem-se um parque eólico offshore flutuante, instalado através de plataformas, que são indicadas para águas com profundidade entre 200 e 300 metros.

Independentemente do tipo de instalação, é indispensável que o parque eólico offshore fique afastado da costa, bem longe das rotas marinhas. Em primeiro lugar, para que não atrapalhe o tráfego das embarcações. E, em segundo lugar, para que a sua interferência no ecossistema seja mínima.

A instalação também deve ser pensada para a transmissão da energia elétrica. Afinal, não basta produzir, é preciso que a eletricidade chegue ao consumidor. Para isto, na maioria das vezes são instalados cabos submarinos que saem do empreendimento e chegam à costa, onde estão localizadas a rede elétrica onshore. A partir de lá, a eletricidade é distribuída para os consumidores finais.

Por tudo isto, o processo de instalação deve ser minucioso para que contemple todas estas questões e permita um funcionamento adequado do parque eólico offshore. Desta forma, a energia limpa proveniente da força do vento pode ser produzida e entregue com sucesso.

Vantagens de um parque eólico offshore

Não podemos negar que um parque eólico offshore apresenta muitas vantagens para o país em que é instalado, para os consumidores de energia elétrica e para a natureza.

Por consideramos que esta é uma medida essencial na luta contra as mudanças climáticas e à favor da sustentabilidade, listamos as principais vantagens deste tipo de empreendimento:

Energia renovável e limpa

Os parques eólicos offshores, assim como os onshores, produzem energia renovável e limpa, proveniente da força dos ventos. Ou seja, além de ser uma fonte de energia que se renova em tempo útil, não emite gases com efeito de estufa (GEEs).

Alternativa para a luta contra o agravamento do efeito de estufa

Por causa da razão da vantagem anterior, os parques eólicos offshore também contribuem para a luta contra o agravamento do efeito de estufa e das restantes alterações climáticas.

Fornecimento de uma boa quantidade de energia elétrica

Como mencionamos no início deste artigo, os parques eólicos offshore podem produzir uma maior quantidade de energia quando comparados com os onshore. Isto porque, em alto mar, o vento não encontra barreiras, o que torna a sua força muito superior quando comparada com o recurso eólico no continente.

Baixo impacto visual e acústico

Como se sabe, os parques eólicos offshore estão localizados em alto-mar, isto é, distantes da costa. Em termos visuais e sonoros, o seu impacto é ínfimo, pois estão distantes da população.

Redução da dependência energética

Muitos países precisam de importar energia elétrica por não conseguirem produzir a quantidade suficiente para suprir as necessidades da sua população. No entanto, com a implantação do parque eólico offshore, a nação poderá produzir energia suficiente e, assim, reduzir a sua dependência energética.

Criação de empregos locais

Como irá produzir energia em seu próprio território marítimo, o país que investe neste empreendimento gera empregos locais e movimenta a economia regional, contribuindo significativamente para o seu avanço social e económico.

Desvantagens do parque eólico offshore

Apesar das inúmeras vantagens, é preciso destacar que o parque eólico offshore possui algumas desvantagens. Isto não retira, no entanto, a sua relevância e importância na geração de energia limpa.

Nesse sentido, as suas principais desvantagens são:

Elevado custo de implantação e manutenção

Quando comparado com o parque eólico onshore, o offshore possui um custo de implantação e de manutenção muito mais elevado, o que dificulta a adoção deste empreendimento por todos os países.

Impacto na indústria pesqueira

Durante a construção dos parques eólicos offshore, a indústria pesqueira pode ser muito afetada, o que compromete momentaneamente o rendimento dos pescadores.

Depois de ter acesso a todas estas informações, é mais fácil perceber a importância do parque eólico offshore e da sua instalação em diversas localidades. Afinal, a energia eólica é realmente uma opção limpa, renovável e que contribui para o futuro do planeta.

Por isso, escolha sempre as fontes de energia renováveis para o consumo de energia no seu lar. Adira à comercializadora que leva para a sua casa uma energia 100% renovável: a Goldenergy.

Ligue para 800 500 292 e adira já. Porque o futuro se constrói- com as ações de hoje!

Partilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Quer aderir? Nós ligamos, grátis.

Deixe os seus dados para entrarmos em contacto consigo.

Poupe em casa e cuide do planeta escolhendo energia 100% verde.

Quer receber primeiro uma proposta? Simule e veja quanto vai poupar.

Artigos recentes

Aniversários, Natal e outras festividades enchem as casas de brinquedos que fazem a alegria dos mais pequenos. Mas como adultos...
Sim, é verdade. Somos, mais uma vez, a marca nº1 da Escolha do Consumidor na categoria Energias 100% Renováveis, desta...
Todos temos curiosidade de saber o verdadeiro valor do consumo dos electrodomésticos no nosso dia a dia. Até porque assim...

Mais lidos

Se ainda não é nosso cliente, agora vai querer ser. Conheça o nosso programa Campanha Amigo e saiba como ganhar...
Nos períodos de confinamento a recolha da leitura pelo técnico pode estar condicionada e é importante comunicar o consumo para...
Durante o mês de Novembro de 2020 o setor da energia assistiu a mais um importante passo na agilização de...