Energia eólica em Portugal: tudo (mesmo tudo) o que precisa de saber
Goldenergy,

Energia eólica em Portugal: tudo (mesmo tudo) o que precisa de saber

Tabela de conteúdos

A produção de energia eólica em Portugal, bem como de outras energias renováveis, é de tal forma relevante que já recebemos reconhecimento internacional. No ano passado, Portugal foi incluído na lista dos 5 maiores produtores de energia eólica e solar em todo o mundo. Os demais países são a Dinamarca, a Irlanda, o Uruguai e o Reino Unido.

É um privilégio saber da abundância de energia eólica em Portugal. Afinal, isso representa um imenso ganho a nível de sustentabilidade: tanto pela autonomia económica, como pelo respeito pelo ambiente.

A propósito, sabe como funciona a energia eólica? E qual a relevância da energia eólica, se comparada com outras fontes de energia renovável em Portugal? A Goldenergy sabe e divide consigo essas informações. Afinal, o futuro constrói-se hoje através da partilha do conhecimento e da prática de atitudes transformadoras.

Percentagem de energia eólica em Portugal

A energia eólica em Portugal é uma das principais fontes de energia renováveis produzidas no país. Segundo a Associação Portuguesa de Energias Renováveis (APREN), de janeiro a abril de 2021, 75,1% da energia renovável produzida em Portugal foi de origem renovável.

Dessa percentagem, extraímos que 41,14% da energia produzida foi de origem hídrica, através das hidroelétricas, e os outros 25,73% de origem eólica. Ou seja, os ventos são o segundo maior responsável pela energia verde que consumimos no nosso quotidiano. Mas sabe como é obtida a eletricidade a partir da força dos ventos?

Como funciona a energia eólica

A obtenção da eletricidade a partir da força dos ventos ocorre através de um equipamento chamado turbina eólica ou aerogerador. O vento consegue rodar as pás de uma turbina, que se comunica com um transformador. Esse, por sua vez, é capaz de converter a energia cinética dos ventos em eletricidade. De seguida, a energia é transferida para a Rede de Distribuição, responsável por levar a eletricidade até aos diferentes edifícios que dela necessitam.

Parece simples, mas os processos envolvem muito mais pormenores que não precisam de ser mencionados nesse artigo.

Vantagens e desvantagens da energia eólica

Agora que já percebe a relevância dessa modalidade de energia no cenário nacional, bem como a sua forma de obtenção, podemos falar mais profundamente sobre as vantagens e as desvantagens da energia eólica.

Vantagens da energia eólica

1. É renovável: a energia eólica é obtida através dos ventos, um recurso natural renovável, ou seja, que é reposto pela natureza numa velocidade superior ao do seu consumo. Ao contrário do petróleo e do gás natural, que se tratam de fontes de energia limitadas. Ou seja, a natureza pode demorar milhões de anos para as repor.

2. Não emite gases com efeito de estufa: para a obtenção da energia eólica, não é preciso haver processos de combustão e, consequentemente, de libertação de gases tóxicos à atmosfera e à saúde. Dessa forma, a produção de energia eólica não contribui para o agravamento do efeito de estufa e, consequentemente, do aquecimento global.

3. Criação de empregos: segundo as estimativas do Conselho Global de Energia Eólica, a expansão desta indústria pode criar 3,3 milhões de empregos nos próximos 5 anos em todo o mundo. Segundo a Associação Portuguesa de Energias Renováveis (APREN), entre 2014 e 2018, foram criados em Portugal em média 41.671 postos de trabalho todos os anos. Somente a energia eólica foi responsável por 52% desse valor.

4. Excelente rentabilidade do investimento: um aerogerador é uma das fontes mais baratas de energia. Em menos de seis meses pode-se recuperar o investimento no seu fabrico, instalação e manutenção. Além disso, estes equipamentos não precisam de abastecimento de combustível e requerem pouca manutenção.

5. Redução da dependência energética do exterior: sobretudo se falamos da dependência de combustíveis fósseis, como o petróleo. Segundo a APREN, em 2018 a produção de energia renovável em Portugal permitiu-nos poupar 1,2 milhões de euros na importação de gás natural e carvão. Dessa forma, o governo pode alcançar maior autonomia na produção de energia a nível nacional. Consequentemente, o consumidor beneficia-se de preços mais competitivos.

6. Os parques eólicos são compatíveis com outros usos: um mesmo terreno pode ser utilizado para agricultura ou para a criação de animais. Afinal, as pás dos aerogeradores estão suspensas numa altura que não representa uma ameaça a essas práticas.

Desvantagens da energia eólica

1. Imprevisibilidade no suprimento de energia: uma vez que a produção de energia eólica depende da intensidade dos ventos, não é possível prever com exatidão a quantidade de energia a ser produzida num certo período. Claro que existem estatísticas feitas com base em estudos meteorológicos, mas não se pode ter a certeza dos resultados.

2. Impacto visual: um aerogerador tem aproximadamente 110 metros de altura e pesa 300 toneladas. Ou seja, sem dúvida que se trata de um equipamento com um grande impacto visual sobre a paisagem. Sobretudo se consideramos que a instalação dos parques eólicos on shore é feita sobretudo no alto das colinas, em plena natureza. Também no caso dos parques off shore, em alto mar, a paisagem é claramente impactada.

3. Ameaça às aves locais: é comum que algumas aves choquem com as pás dos aerogeradores. Este argumento é frequentemente utilizado por organizações protetoras dos animais e da natureza. De facto, pouco se sabe sobre a modificação do comportamento migratório das aves em resposta às estruturas dos aerogeradores.

4. Impacto sonoro: o som dos ventos sobre as pás produz um ruído constante e que pode ser desagradável para os locais. A intensidade estimada é em torno de 43 db (A), pelo que as zonas residenciais devem estar a uma distância mínima de 200 metros do parque eólico.

Após ler essa lista, talvez tenha chegado a uma conclusão simples: claro que as vantagens e as desvantagens da energia eólica não são proporcionais.É facto que a energia eólica possui muito mais vantagens do que desvantagens. Sobretudo se a comparamos às energias obtidas a partir de combustíveis fósseis.

Por isso o uso da energia eólica doméstica produz um impacto muito positivo sobre o ambiente. Imagine como seria se cada vez mais casas fizessem o mesmo.

Casas sustentáveis em Portugal

Quando pensamos numa casa sustentável, frequentemente lembramo-nos de algumas casas super fotogénicas como as que vemos no Pinterest.

Sem dúvida: bom seria se todos pudéssemos viver em casas contentor, com placas solares instaladas no telhado e com um sistema complexo de reutilização de água. Mas, vá: sabemos que esse é um sonho distante. Afinal, muitos ainda não estão preparados para uma mudança tão significativa no estilo de vida.

Por isso, quando pensamos em casas sustentáveis, podemos simplesmente fazer-nos a seguinte questão: como tornar a minha casa mais sustentável? É uma simples pergunta, claro, mas as respostas podem ser mais complexas. Há diversas ações e investimentos que pode fazer ao seu lar para o tornar mais sustentável.

Listamos para si algumas diferenciações entre estes pequenos e grandes investimentos de tempo e dinheiro.

4 grandes atitudes

  1. Investir em painéis solares para a sua casa.
  2. Adquirir portas e janelas que possibilitam um maior isolamento térmico e acústico.
  3. Investir num sistema de reutilização da água do banho.
  4. Adquirir eletrodomésticos com etiquetas energéticas do tipo A ou A+.

5 pequenas atitudes

  1. Escolher uma comercializadora de energia verde.
  2. Fazer a recolha seletiva do lixo doméstico.
  3. Reaproveitar a água da máquina de lavar roupa para limpar o chão.
  4. Evitar os sacos plásticos.
  5. Otimizar o uso dos eletrodomésticos.

O uso da energia eólica doméstica, bem como de outras fontes de energia renováveis, é apenas uma das formas de investir numa casa sustentável. Para que se possa adotar um estilo de vida mais sustentável, a harmonia entre o quotidiano e o respeito à natureza deve contemplar pequenas atitudes transformadoras. Afinal, é como defende a filosofia da Goldenergy: o futuro constrói-se no presente.

Nada melhor do que construir um futuro mais amigo do ambiente, do qual poderão beneficiar-se tanto a nossa como as próximas gerações. Graças à energia eólica em Portugal, esse futuro está mais próximo do que se imagina.

Partilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Quer aderir? Nós ligamos, grátis.

Deixe os seus dados para entrarmos em contacto consigo.

Poupe em casa e cuide do planeta escolhendo energia 100% verde.

Quer receber primeiro uma proposta? Simule e veja quanto vai poupar.

Artigos recentes

Mude para a Goldenergy para perceber porque é que somos a comercializadora de eleição de centenas de milhares de portugueses....
Neste artigo, vamos falar sobre a tarifa tri-horária, aquela que divide o seu consumo de eletricidade em três tarifas, mais...
Já alguma vez analisou o seu tarifário de eletricidade? Será a tarifa bi-horária a mais acertada para si? Está a...

Mais lidos

Se ainda não é nosso cliente, agora vai querer ser. Conheça o nosso programa Member Get Member e saiba como...
Nos períodos de confinamento a recolha da leitura pelo técnico pode estar condicionada e é importante comunicar o consumo para...
Durante o mês de Novembro de 2020 o setor da energia assistiu a mais um importante passo na agilização de...