Se anda a questionar-se sobre se vale a pena investir na compra de um aparelho de ar condicionado inverter, este artigo é para si. 😉 A resposta a esta questão, fica já a saber, é até bastante simples: a aquisição vale a pena! 😀 Mas, claro, vamos perceber porquê.

Ar condicionado inverter: o que é?

Os eletrodomésticos são excelentes aliados que nos facilitam a vida, seja em casa ou nas empresas, colaborando para a realização de tarefas que, de outra forma, não seriam concluídas tão rapidamente e com a mesma eficiência. E se é verdade que não passamos bem sem um frigorífico, uma varinha mágica ou uma máquina de lavar, é também verdade que ter um ar condicionado em casa pode tornar os nossos dias bastante mais cómodos.

Se está a pensar comprar um, importa conhecer as tecnologias e funções disponíveis no mercado, para tomar a melhor decisão. Os aparelhos de ar condicionado inverter são um ótimo exemplo de compra a ter debaixo de olho – sendo hoje o melhor que o avanço tecnológico consegue oferecer em termos de climatização de ambientes (e com benefícios importantes, como economia e praticidade).

No fundo, e em resumo, um ar condicionado com tecnologia inverter traz um inversor que é utilizado para controlar os níveis de velocidade com que o motor do compressor precisa de trabalhar, como forma de poder regular de forma contínua a temperatura do ambiente. Ou seja: estes aparelhos são capazes de “entender” qual será a temperatura confortável, poupar na fatura da luz e não prejudicar o planeta com consumo desnecessário de energia. 😀 Claro que nós adoramos tudo isto!

O seu preço está acima daquele que poderia pagar se escolhesse levar para casa um ar condicionado tradicional, mas a verdade é que se justifica. Vamos conhecer melhor a chamada tecnologia inverter? De seguida, o blog da Gold vai assinalar as principais diferenças entre esta e a tecnologia tradicional. Fique atento. 😉

Ar condicionado inverter: qual é a diferença?

Vamos, agora, definir as principais diferenças que marcam o funcionamento de um ar condicionado inverter, face ao ar condicionado tradicional.

Ar condicionado inverter

Ar condicionado tradicional

Qual é o consumo de um ar condicionado inverter?

Já sabemos, e falamos sobre isto por aqui, que o consumo de um aparelho de ar condicionado depende essencialmente da sua potência – ou seja, dos seus BTUs. Quanto maior for este número, maior será a sua capacidade de aquecimento e arrefecimento, mas também o seu consumo energético.

Antes de partir para o cálculo sobre o consumo do ar condicionado, considere a sua tarifa de eletricidade, a marca, modelo, potência, tecnologia (tradicional ou inverter) e ciclo (horários em que é mais utilizado). Para saber como pode fazer o cálculo de consumo do aparelho que tem em casa, ou deseja ter, espreite todas as dicas que já demos no artigo sobre o consumo do ar condicionado. 😉

De qualquer forma, é possível assegurar que os gastos de eletricidade com um aparelho com tecnologia inverter são mesmo significativamente inferiores. Pode esperar por uma poupança de até 60%, como vimos mais acima. Os nossos bolsos agradecem, certo? 😉

E, já agora, parece-nos uma boa altura para relembramos outras formas de poupar com o ar condicionado aí em casa. Curioso? 🙂

Como poupar (ainda mais) com o seu ar condicionado inverter

5 dicas para reduzir a necessidade de ligar o ar condicionado

  1. Aposte numa decoração onde predominam as cores claras, nomeadamente no que diz respeito à pintura de paredes e tetos, mobiliário e objetos decorativos. As cores mais claras conseguem refletir, e não absorver, a radiação do sol, evitando que os objetos aqueçam.
  2. Escolha bem a localização onde vai instalar o ar condicionado. Escolha um local com baixa incidência solar. Isto vai fazer com que o aparelho não sofra com desgastes para trabalhar, o que aconteceria se estivesse aquecido ao sol.
  3. Aposte em blackouts e janelas/portas eficientes, com isolamento térmico. Estes itens não exigem que gaste mais dinheiro enquanto exercem as suas funções, para além do investido na sua compra. Promover o bom isolamento do imóvel é fundamental para otimizar os consumos com o ar condicionado – de qualquer modelo e tecnologia.
  4. No calor, aproveite a brisa fresca. Ao início da manhã e à noite, abra as janelas e deixe correr vento enquanto areja a casa. Isto vai evitar que tenha de pôr o seu aparelho de climatização a funcionar por alguns períodos.
  5. No inverno, evite as perdas de calor. Em sentido contrário, evite que as baixas temperaturas entrem em casa quando lá fora estiver bastante frio. Permita que o ar circule nas divisões por alguns minutos, diariamente, mas feche de imediato as portas e janelas. Quando estiver sol, abra as persianas e cortinas, e permita que a natureza aqueça a sua casa naturalmente.

 

Agora, por fim, lembre-se que, bastante mais importante do que comprar um novo eletrodoméstico, é saber como utilizar corretamente o que se tem em casa. Por isso, aposte na compra de aparelhos que sejam mais eficientes e bons amigos do planeta – e não se esqueça: faça uma utilização sustentável.

De igual forma, e tão essencial como saber usar o seu ar condicionado da melhor maneira, é contratar energia de forma inteligente: com a Goldenergy vai consumir energia mais barata, mais amiga do meio ambiente e totalmente produzida a partir de fontes renováveis.

Ainda não aderiu? Não espere mais e conheça os nossos tarifários. Há um que vai ser perfeito para si.  😉