Goldenergy,

Conversão GPL: que alterações são feitas ao veículo

Índice

Se não sabia até agora, fica a saber: qualquer veículo que seja movido a combustíveis como o gasóleo ou a gasolina pode passar pelo processo de conversão GPL e, assim, beneficiar de vantagens como o aumento da autonomia e mais poupança para o condutor.

Mas será que este investimento compensa sempre? Acompanhe este artigo do blog da Goldenergy e descubra se o seu carro pode ser convertido, como é feito o processo, quanto custa este tipo de adaptação e qual é a economia possível. 😀

Mas, antes, conheça as vantagens – e as desvantagens – de apostar as suas fichas numa conversão GPL para o seu carro.

Vantagens da instalação do kit GPL

Há não apenas uma, nem duas vantagens para o condutor que decide avançar para a instalação de GPL no seu veículo. São, na verdade, vários os ganhos possíveis – mas agora vamos destacar aqueles que são essenciais.

Ao instalar um kit GPL, o veículo soma um depósito a mais – ou seja, passa a ter dois depósitos – um do combustível convencional, gasóleo ou gasolina, e outro de Gás de Petróleo Liquefeito (sim, é o nome e sobrenome do famoso GPL). O resultado desta soma simples é mais autonomia em viagens e a possibilidade de gastar bastante menos por quilómetro feito, sempre que se decidir por abastecer o depósito de GPL.

De salientar que, por exemplo, quem tem um carro movido a gasolina e faz a conversão para GPL tem sempre o depósito do combustível convencional disponível, que é acionado sempre que o motor arranca. Mas, se se esquecer de abastecer o depósito de GPL, o mais provável é que o veículo consuma bastante mais gasolina do que seria esperado, face aos carros que não foram convertidos. Resumindo, vai pesar mais na carteira e compensa manter o depósito do gás abastecido.

Outra vantagem a destacar, e que para muitos ainda é motivo de alguma confusão, é que a mudança para GPL é inteiramente segura. Ocorre sem riscos, basta que saiba escolher serviços profissionais certificados.

Desvantagens da conversão para GPL

Se as vantagens já o convenceram a mudar para o GPL, importa analisar agora as desvantagens – que, embora não sejam realmente desvantagens, são sempre pontos a ter em consideração antes de tomar a decisão final pela conversão.

Vai perder espaço na mala do veículo, uma vez que boa parte dela será ocupada pelo novo depósito – sobretudo se optar pelo tipo de depósito cilíndrico. Os depósitos chamados tóricos podem significar ter de dizer adeus ao pneu sobressalente, pois a instalação do novo tanque é feita no espaço desta roda de emergência, mas garante que fica com o resto do espaço da mala disponível.

Pouco relevante, mas ainda assim de destacar, é o facto de haver uma ligeira perda da potência do veículo – que, por exemplo, pode significar algo entre os 10 e os 15% nos automóveis sem turbo. Em resumo mais explicadinho, um carro com 100 cavalos de potência pode passar a apresentar uma desenvoltura inferior, de 85 – 90 cavalos. Se o seu carro conta com um turbosupressor, então, não vai reparar em qualquer alteração.

A questão das burocracias associadas à conversão para GPL não é, necessariamente, um contra… Mas é sempre bom ter em mente que existem processos aos quais não vai escapar se optar pela instalação do novo kit. Lembre-se que terá de alterar o Documento Único Automóvel.

Que carros podem ser convertidos para GPL?

Idealmente, os carros a gasolina são os candidatos aos quais se pode chamar de “ideais” para a conversão – embora nem tudo esteja perdido se tiver um carro a gasóleo e quiser fazer a instalação do kit GPL.

Entenda, caso a caso. 😉

Como converter um carro a gasolina em GPL?

Com vimos mais acima, ao fazer a conversão para GPL vai manter o seu tanque de gasolina em funcionamento – ou seja, vai ser movido através dos dois combustíveis, de forma alternada.

Em traços gerais, porque a necessidade de equipamentos é variável de acordo com o sistema escolhido,  estes são os elementos comuns entre todos os tipos:

  • Criar a entrada de GPL – esta é a parte integrante da instalação que vai permitir abastecer o tanque GPL e a única que pode ser acedida a partir do exterior do veículo;
  • Instalar o tanque que vai armazenar o GPL no seu estado líquido, numa pressão variável entre os 3 e os 8 bar;
  • Instalar o sistema de multi-válvula no tanque, de forma a permitir que o GPL passe em ambos os sentidos, favorecendo a nivelação do combustível no próprio tanque;
  • Instalar o filtro de GPL, que realiza a limpeza do GPL utilizado, como forma de favorecer o funcionamento ideal do motor e proteger os injetores do veículo contra impurezas;
  • Instalar o vaporizador para GPL, que assegura a vaporização do GPL líquido como forma de reduzir qualquer pressão do combustível;
  • Mudar os injetores para os adequados à utilização de GPL, como forma de garantir o fornecimento correto de combustível – que será controlado através do quadro de distribuição;
  • Instalar o quadro de distribuição para realizar o controlo da injeção de GPL;
  • Instalar o interruptor para tornar mais simples a alternância do combustível a utilizar (também indica o nível de GPL que está no tanque).

Como converter um carro a gasóleo em GPL?

O processo é semelhante, face à conversão GPL de motores movidos a gasolina, embora mais complexo. Basicamente, existem duas formas de converter um automóvel movido a gasóleo.

  1. Ottorização do motor: em português simples, é a modificação da cabeça dos cilindros, ou substituição dos mesmos, que promove a criação de uma espécie de câmara de combustão. Este passo permite que sejam usadas as velas de ignição.
  2. Instalação do sistema Dual-Fuel. Este tipo de sistema apenas pode ser instalado em alguns modelos de veículos e é bastante mais difícil de encontrar este serviço no mercado.

Quanto custa a conversão GPL em carros?

A instalação do kit GPL num veículo a gasolina custa, em média, 1500€ – note que é um valor que justifica ponderar, por isso deve fazer contas a quanto pode poupar com a mudança.

Tenha consciência de que, à semelhança de outros investimentos, também este poderá levar algum tempo a dar retorno – especialmente se anda pouco com o carro. Na mesma lógica, é justo concluir que os donos de veículos mais “poupadinhos” com o combustível vão demorar mais a ver poupanças que se assemelhem ao investimento… Enquanto os carros que consomem mais gasolina vão compensar esses euros antes.

E se o carro for a gasóleo? É possível? Sim, é, mas será um processo mais complicado – e mais caro. O retorno do investimento será, portanto, mais demorado.

Que alterações são feitas?

O processo de montagem de um depósito GPL commumente inclui trocar os tubos de combustível, mudar para injetores adequados, alterar as válvulas de segurança, a cablagem elétrica e o comutador, instalar o indicador de nível e uma centralina específica.

Ao procurar uma oficina que realize a conversão não se esqueça de verificar as credenciais de quem vai fazer este trabalho. Informe-se sobre a conversão com quem entende do assunto e realize o processo com técnicos habilitados e de confiança.

Interessa-lhe mais poupança no dia a dia?

Se economizar com as despesas do dia a dia é uma prioridade para si, mas ainda não parou para analisar bem as suas faturas, talvez seja boa ideia começar pelas da energia. 😉 Se ainda não é um cliente da Goldenergy, saiba que pode poupar com a mudança e que nada muda para si – a não ser, claro, que vai ver menos dinheiro gasto com estes serviços.

Fale connosco. A mudança é rápida, simples e não tem custos, com a vantagem de que nós tratamos de tudo por si e garantimos que nunca fica sem fornecimento. Adira já à anergia verde da Goldenergy e faça parte da nova geração de consumidores de eletricidade e gás natural – a energia que nos move é mais barata e mais amiga do planeta. 😀

Até já!

Partilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Quer aderir? Nós ligamos, grátis.

Deixe os seus dados para entrarmos em contacto consigo.

Poupe em casa e cuide do planeta escolhendo energia 100% verde.

Quer receber primeiro uma proposta? Simule e veja quanto vai poupar.

Artigos recentes

É provável que já lhe tenha acontecido: está a fazer uma máquina de roupa enquanto aproveita para estar pela cozinha...
Sempre que se pensa num qualquer produto sustentável, é natural (e de forma quase instantânea), que nos lembremos dos painéis...
Realizar o carregamento de um carro elétrico na rede pública ou nos pontos privativos instalados por qualquer Operador de Ponto de...

Mais lidos

Se ainda não é nosso cliente, agora vai querer ser. Conheça o nosso programa Campanha Amigo e saiba como ganhar...
Nos períodos de confinamento a recolha da leitura pelo técnico pode estar condicionada e é importante comunicar o consumo para...
Durante o mês de Novembro de 2020 o setor da energia assistiu a mais um importante passo na agilização de...