Igualdade de Género em Portugal e na Goldenergy: saiba tudo
Goldenergy,

Igualdade de Género em Portugal e na Goldenergy: saiba tudo

Índice

Somos uma empresa sustentável e, por isso, não nos limitamos a comercializar energias de fontes 100% renováveis e amigas do ambiente. Por aqui sabemos que não é possível falar em sustentabilidade sem falar de direitos humanos. Falamos sobre a igualdade de género em Portugal, um tema que nos é muito próximo e pelo qual lutamos diariamente. Mas não só: vamos olhar para o mundo e, claro, dar o exemplo da Goldenergy.

Só uma mulher é capaz de dizer o que é vivenciar o machismo no quotidiano, bem como só as mulheres podem dizer como vêem a igualdade de género no trabalho.

Mas as estatísticas concluem muitas coisas. E há tantas estatísticas sobre a igualdade de género em Portugal que poderíamos fazer um artigo só sobre isso!

No entanto, aqui fazemos uma associação entre a igualdade de género e os demais Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS 2030) estabelecidos pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Nós incorporamos os principais ODS na nossa prática empresarial, porque acreditamos que o amanhã se constrói hoje.

O que se sabe sobre a igualdade de género em Portugal

Como pontua o Instituto Europeu para a Igualdade de Género (EIGE), o caminho para a igualdade de género em Portugal tem sido percorrido a passos lentos.

Por mais que tenhamos evoluído 3,9 pontos em relação a 2015, ainda somos uns dos últimos países da União Europeia a tratar homens e mulheres em pé de igualdade.

De facto, outras pesquisas concluem o mesmo. O Instituto Nacional de Estatística (INE) e o Eurostat apontam que 78% das mulheres trabalhadoras fazem cerca de uma hora de trabalho doméstico por dia, enquanto apenas 19% dos homens o fazem.

Além disso, quase 40% das mulheres afirma já ter interrompido a sua carreira profissional para cuidar de filhos, enquanto apenas 8% dos homens o fez. Ou seja, a igualdade de género no trabalho em Portugal ainda é um objetivo a ser alcançado.

Relativamente à disparidade salarial, as notícias também não são boas.

Segundo a PORDATA – Base de Dados Portugal Contemporâneo, a disparidade salarial entre homens e mulheres era de 10,6% em 2019. Isto é, quando ambos os géneros desempenhavam funções similares.

Curiosamente, Portugal ainda está bem se comparado à União Europeia, de modo geral, que marca os 14.1% de diferença salarial entre géneros.

Facto é que isto não pode continuar assim e que devemos atingir a equidade salarial se queremos alcançar um mundo mais justo e mais digno para todos.

A propósito, alcançar este mundo envolve muitas outras ações relacionadas ao bem-estar social, à evolução económica e aos cuidados com a natureza.

Podemos considerar que estas estão contempladas pelos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Sabe o que são?

Conheça os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)

Durante a década de 1990 os debates em torno do aquecimento global ganhavam relevância mundial.

Por este motivo, durante a Cúpula do Milénio das Nações Unidas, em 2000, foram estabelecidos os chamados Objetivos de Desenvolvimento do Milénio.

Eram oito objetivos que deveriam ser atingidos até ao ano de 2015, também relacionados com a melhoria da dignidade humana e da sua interação com o planeta. No entanto, a maioria dos países não foram capazes de cumprir com tais metas, sendo por isso necessário alargar os desafios.

Por esse motivo, em 2015, a Organização das Nações Unidas (ONU) estabeleceu 17 Objetivos no âmbito da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável.

Os 193 países membros realizaram um trabalho conjunto no sentido de criar um novo modelo global para acabar com a pobreza, promover a prosperidade e o bem-estar de todos, proteger o ambiente e combater as alterações climáticas.

Nesse sentido, a igualdade de género no trabalho e na sociedade, de um modo geral, não poderia deixar de estar contemplada entre os objetivos a serem cumpridos até 2030.

E de facto está: a Igualdade de Género é o ODS 5 e tem como meta “alcançar a igualdade de género e empoderar todas as mulheres e raparigas”.

Mas conhece os demais 16 ODS 2030?

Os 17 ODS 2030 listados aqui

1. Erradicar a Pobreza – em todas as suas formas, em todos os lugares.

2. Erradicar a Fome – alcançar a segurança alimentar, melhorar a nutrição e promover a agricultura sustentável.

3. Saúde de Qualidade – garantir o acesso à saúde de qualidade e promover o bem-estar para todos, em todas as idades.

4. Educação de Qualidade – garantir o acesso à educação inclusiva, de qualidade e equitativa, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos.

5. Igualdade de Género – alcançar a igualdade de género e empoderar todas as mulheres e raparigas.

6. Água potável e Saneamento – garantir a disponibilidade e a gestão sustentável da água potável e do saneamento para todos.

7. Energias renováveis e acessíveis – garantir o acesso a fontes de energia fiáveis, sustentáveis e modernas para todos.

8. Trabalho digno e Crescimento económico – promover o crescimento económico inclusivo e sustentável, o emprego pleno e produtivo e o trabalho digno para todos.

9. Indústria, Inovação e Infraestruturas – construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação.

10. Reduzir as desigualdades – reduzir as desigualdades no interior dos países e entre países.

11. Cidades e Comunidades sustentáveis – tornar as cidades e comunidades inclusivas, seguras, resilientes e sustentáveis.

12. Produção e Consumo sustentáveis – garantir padrões de consumo e de produção sustentáveis.

13. Ação climática – adotar medidas urgentes para combater as alterações climáticas e os seus impactos.

14. Proteger a vida marinha – conservar e usar de forma sustentável os oceanos, mares e os recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável.

15. Proteger a vida terrestre  – proteger, restaurar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, travar e reverter a degradação dos solos e travar a perda da biodiversidade.

16. Paz, Justiça e Instituições Eficazes – promover sociedades pacíficas e inclusivas para o desenvolvimento sustentável, proporcionar o acesso à justiça para todos e construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas a todos os níveis.

17. Parcerias para a implementação dos objetivos – reforçar os meios de implementação e revitalizar a parceria global para o desenvolvimento sustentável.

A igualdade de género aplicada à Goldenergy

Como os ODS 2030 deixam claro, é impossível pensar num mundo mais sustentável sem aliarmos os direitos humanos aos cuidados com o planeta.

Por esse motivo, a Goldenergy empenha-se em cumprir 7 dos 17 ODS de forma permanente no nosso quotidiano, através da relação direta com os nossos colaboradores, clientes e terceiros.

  1. Energias Renováveis
  2. Cidades/Comunidades Sustentáveis
  3. Produção e Consumo Sustentáveis
  4. Combate às Alterações Climáticas
  5. Ecossistemas Terrestres e Biodiversidade
  6. Trabalho Digno e Crescimento Económico
  7. Igualdade do Género

Ou seja, priorizamos o cuidado com o ambiente em cada etapa dos nossos serviços, além de garantir que os nossos colaboradores gozem de um trabalho digno e que lhes proporcione oportunidades de crescimento.

Além disso, a Igualdade de Género no trabalho é um princípio essencial para a Goldenergy. Por isso, orgulhamo-nos de contar com um quadro de colaboradores ocupado em 70% por mulheres, estando muitas delas em cargos de direção.

Por estarmos tão comprometidos com um futuro melhor para todas e todos é que somos uma comercializadora de eletricidade de referência em Portugal.

Temos todo o gosto em partilhar as nossas boas práticas e muito mais gosto em aprender com aquelas que nos ensinam o poder da força e da resiliência diariamente.

Se a igualdade de género em Portugal ainda tem muito para avançar, partilhamos o exemplo da Goldenergy para inspirar cada vez mais empresas.

Porque um amanhã mais digno para todos constrói-se hoje.

Partilhar

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Quer aderir? Nós ligamos, grátis.

Deixe os seus dados para entrarmos em contacto consigo.

Poupe em casa e cuide do planeta escolhendo energia 100% verde.

Quer receber primeiro uma proposta? Simule e veja quanto vai poupar.

Artigos recentes

“Sou a Paula Cristina, 44 anos, e o meu valor é a superação.” É fácil perceber porque nós, que fazemos...
Se ainda não sabe, fica a saber: o Governo já deu o arranque oficial à segunda fase do programa Edifícios...
Executivas no feminino – a nossa rubrica dedicada a promover mais igualdade de género e de oportunidades, dentro e fora...

Mais lidos

Se ainda não é nosso cliente, agora vai querer ser. Conheça o nosso programa Campanha Amigo e saiba como ganhar...
Nos períodos de confinamento a recolha da leitura pelo técnico pode estar condicionada e é importante comunicar o consumo para...
Durante o mês de Novembro de 2020 o setor da energia assistiu a mais um importante passo na agilização de...